Tag - 50%


Eu não ia postar essa tag, mas vi ela em tantos lugares que não resisti em fazer a atualização de 2020. Confira as respostas do ano passado, clicando aqui.

1. O melhor livro que você leu até agora, em 2020.

R: Li muitos livros bons até o momento, mas um que me conquistou foi A Mulher da Cabine 10 da Ruth Ware. Sem palavras pra essa leitura!


2. A melhor continuação que você leu até agora, em 2019.

R: A única série literária que li até o momento foi Nunca Jamais, e o segundo livro foi maravilhoso! Mesmo assim, não acho que chega a superar o primeiro haha.



3. Algum lançamento do primeiro semestre que você ainda não leu, mas quer muito.

R: Sinceramente? Acho que nenhum.. pelo menos não me lembro de nada agora.


4. O livro mais aguardado do segundo semestre.

R: Sol da meia-noite! Preciso ler a saga todinha até lá socorro hahaha.



5. O livro que mais te decepcionou esse ano.

R: Sei que corro o risco de ser agredida virtualmente, mas vou falar Cinder. O hype era tanto, que minhas expectativas foram lá em cima para serem derrubadas logo em seguida. Mesmo assim, pretendo continuar a leitura da série, porque vocês me convenceram haha.



6. O livro que mais te surpreendeu esse ano.

R: Estilhaça-Me! Eu não esperava gostar tanto da história quanto gostei!


7. Novo autor favorito (que lançou seu primeiro livro nesse semestre, ou que você conheceu recentemente).

R: Renata Lustosa! Fiquei apaixonada pela escrita dela e mal posso esperar para que ela publique mais de suas obras!


8. A sua quedinha por personagem fictício mais recente.

R: Gente, só um? Poderia citar aqui um monte!! Tipo o Dimitri de O Beijo das Sombras, Silas Nash de Nunca Jamais, Jonas de Romance Concreto, Leo de Confissões de Uma Terapeuta... Mas tá bom, se for pra escolher só um a resposta seria: Silas Nash!!!  


9. Seu personagem favorito mais recente.

R: Apesar de não ter gostado da leitura, vou citar a Rainha Levana! Sabe aquele tipo de vilão que você não consegue odiar? Pois bem! Essa é a Levana, simplesmente maravilhosa!

  
10. Um livro que te fez chorar nesse primeiro semestre.

R: As Batidas Perdidas do Coração. Tive algumas ressalvas com o livro, mas não posso deixar de admitir que foi uma leitura que me arrancou algumas lágrimas (e eu odeio chorar com livros haha).
 

11. Um livro que te deixou feliz nesse primeiro semestre.

R: Romance Concreto foi um livro que me deixou muito feliz! Estava com saudades de ler um chick-lit mais fofinho e engraçado.



12. Melhor adaptação cinematográfica de um livro que você assistiu até agora, em 2020.

R: Eu não gosto de assistir filmes e séries! Sei que dá para ouvir os sussurros de espanto de vocês aqui do outro lado mas é verdade haha. São raríssimas as vezes que paro pra ver um filme, e poucas as séries que conseguem me conquistar (e que eu realmente acompanho!). Então sinto dizer que, não tenho uma resposta pra essa pergunta.


13. Sua resenha favorita desse primeiro semestre (escrita ou em vídeo).

R: A minha resenha favorita até o momento, foi a que escrevi para o livro As Batidas Perdidas do Coração. Acho que consegui expressar todos os meus sentimentos em relação à leitura, e fiquei bem orgulhosa dela!


14. O livro mais bonito que você comprou ou ganhou esse ano.

R: Coraline, sem dúvidas! Acreditam que foi o único livro que comprei até agora? Quem diria que eu, a eterna defensora dos livros físicos, seria tão adepta aos digitais? O Kindle mudou minha vida!



15. Quais livros você precisa ou quer muito ler até o final do ano?

R: Quero terminar o #MeuDesafioLiterário e finalizar as séries que comecei e as que estou protelando há séculos (mesma meta do ano passado haha, eu preciso mesmo cumpri-la).


Bom final de semana e até segunda-feira ♥

Resenha: E não sobrou nenhum - Agatha Christie #MeuDesafioLiterário


Título do livro: E Não Sobrou Nenhum
Autor(a): Agatha Christie
Editora: Globo Livros
Número de páginas: 324
Sinopse: Uma ilha misteriosa, um poema infantil, dez soldadinhos de porcelana e muito suspense são os ingredientes com que Agatha Christie constrói seu romance mais importante.

Na ilha do Soldado, antiga propriedade de um milionário norte-americano, dez pessoas sem nenhuma ligação aparente são confrontadas por uma voz misteriosa com fatos marcantes de seus passados.

Convidados pelo misterioso mr. Owen, nenhum dos presentes tem muita certeza de por que estão ali, a despeito de conjecturas pouco convincentes que os leva a crer que passariam um agradável período de descanso em mordomia. Entretanto, já na primeira noite, o mistério e o suspense se abatem sobre eles e, num instante, todos são suspeitos, todos são vítimas e todos são culpados.


É neste clima de tensão e desconforto que as mortes inexplicáveis começam e, sem comunicação com o continente devido a uma forte tempestade, a estadia transforma-se em um pesadelo. Todos se perguntam: quem é o misterioso anfitrião, mr. Owen? Existe mais alguém na ilha? O assassino pode ser um dos convidados? Que mente ardilosa teria preparado um crime tão complexo? E, sobretudo, por quê?


São essas e outras perguntas que o leitor será desafiado a resolver neste fabuloso romance de Agatha Christie, que envolve os espíritos mais perspicazes num complexo emaranhado de situações, lembranças e acusações na busca deste sagaz assassino. Medo, confinamento e angústia: que o leitor descubra por si mesmo porque E não sobrou nenhum foi eleito o melhor romance policial de todos os tempos.

Resenha: As Batidas Perdidas do Coração - Bianca Briones


Título do livro: As Batidas Perdidas do Coração
Autor(a): Bianca Briones
Editora: Verus
Número de Páginas: 565
Sinopse: Viviane acaba de perder o pai. Com a mãe em depressão, ela se vê obrigada a assumir o controle da casa com o irmão mais novo. Rafael teve o pai assassinado há alguns anos e agora viu quatro pessoas de sua família, incluindo a única irmã, morrerem em um acidente de carro.
Viviane pertence a uma classe social que ele despreza. Rafael é tudo o que ela sempre ouviu que deveria evitar. Eles são opostos, porém dividem a mesma dor. Jamais se aproximariam se a morte não os colocasse frente a frente, e agora, por mais que saibam que são completamente errados um para o outro, não conseguem evitar uma intensa conexão, que poderá salvá-los ou condená-los para sempre.

Resenha: Coraline - Neil Gaiman


Título do livro: Coraline
Autor(a): Neil Gaiman
Editora: Intrínseca
Número de páginas:
Sinopse: Certas portas não devem ser abertas. E Coraline descobre isso pouco tempo depois de chegar com os pais à sua nova casa, um apartamento em um casarão antigo ocupado por vizinhos excêntricos e envolto por uma névoa insistente, um mundo de estranhezas e magia, o tipo de universo que apenas Neil Gaiman pode criar.

 Ao abrir uma porta misteriosa na sala de casa, a menina se depara com um lugar macabro e fascinante. Ali, naquele outro mundo, seus outros pais são criaturas muito pálidas, com botões negros no lugar dos olhos, sempre dispostos a lhe dar atenção, fazer suas comidas preferidas e mostrar os brinquedos mais divertidos. Coraline enfim se sente... em casa. Mas essa sensação logo desaparece, quando ela descobre que o lugar guarda mistérios e perigos, e a menina se dá conta de que voltar para sua verdadeira casa vai ser muito mais difícil — e assustador — do que imaginava.


 Publicado pela primeira vez em 2002, Coraline foi o primeiro livro de Neil Gaiman para o público infantojuvenil e se tornou uma das obras mais emblemáticas do escritor. Repleta de elementos ao mesmo tempo sombrios e lúdicos, a história conquistou crianças e adultos em todo o mundo e, em 2009, ganhou as telas de cinema em uma animação dirigida por Henry Selick, de O estranho mundo de Jack. Nesta edição especial em capa dura, com introdução do autor e projeto gráfico exclusivo, coube ao renomado ilustrador Chris Riddell dar vida ao universo mágico e aterrorizante criado por Neil Gaiman.