Resenha: Uma Chama Entre as Cinzas - Sabaa Tahir


Título do livro: Uma Chama Entre as Cinzas

Autor(a): Sabaa Tahir

Editora: Verus

Número de páginas: 434

Está disponível no Kindle Unlimited? Sim!

Sinopse: Uma história épica e eletrizante sobre liberdade, coragem e esperança Laia é uma escrava. Elias é um soldado. Nenhum dos dois é livre. No Império Marcial, a resposta para o desacato é a morte. Aqueles que não dão o próprio sangue pelo imperador arriscam perder as pessoas que amam e tudo que lhes é mais caro. É neste mundo brutal que Laia vive com os avós e o irmão mais velho. Eles não desafiam o Império, pois já viram o que acontece com quem se atreve a isso. Mas, quando o irmão de Laia é preso acusado de traição, ela é forçada a tomar uma atitude. Em troca da ajuda de rebeldes que prometem resgatar seu irmão, ela vai arriscar a própria vida para agir como espiã dentro da academia militar do Império. Ali, Laia conhece Elias, o melhor soldado da academia ― e, secretamente, o mais relutante. O que Elias mais quer é se libertar da tirania que vem sendo treinado para aplicar. Logo ele e Laia percebem que a vida de ambos está interligada ― e que suas escolhas podem mudar para sempre o destino do próprio Império.


Resenha: Laia e Elias vêm de mundos totalmente distintos. Ela é uma Erudita, que vive com os avós e o irmão mais velho. Ele é um Marcial, estudante de Blackcliff prestes a se tornar um Máscara. Entretanto, ambos possuem algo em comum: não se sentem realmente livres e donos do próprio destino.


 Os Eruditos há muitos e muitos anos atrás governavam Serrana. Isso até os Marciais tomarem o poder e escravizarem os cidadãos. Desde então, passaram a viver nas mãos do Império sem ter um dia de paz, sendo recorrente o uso da violência e da força.


"Não importa quão engenhosas tenham sido as revoltas dos Eruditos, no fim das contas a questão é aço contra aço, e nessa guerra, os Marciais sempre vencem."

 Até que um dia, o irmão de Laia é preso durante uma batida Marcial. Sem saber a quem recorrer, a garota parte em uma busca para encontrar a Resistência (rebeldes Eruditos) e obter ajuda.


 Paralelamente, Elias Veturius que está há poucos dias de sua formatura, está pensando seriamente em desertar. Após tantos anos de treinamentos forçados e violência, ele almeja buscar a verdadeira liberdade de escolha.


"Você é uma chama entre as cinzas, Elias Veturius. Você vai brilhar e queimar, devastar e destruir. Você não pode mudar isso. Não pode parar." 

 E é no meio de tudo isso que nossos dois protagonistas acabam se encontrando, e descobrindo que o desejo que os move é o mesmo: derrubar o Império...


 Os capítulos são intercalados entre Laia e Elias, um recurso muito bem utilizado na narrativa em questão, uma vez que foi possível conhecer melhor os dois. No entanto, embarquei na história com muitas expectativas e infelizmente nem todas elas foram supridas.


"Olha só para nós dois - ele diz - Uma escrava erudita e um Máscara, cada um tentando persuadir o outro de que ele não é uma má pessoa. Os adivinhos têm senso de humor. [...]"

 O único personagem que realmente amei foi Elias. O arco dele foi mil vezes mais interessante que o de Laia (que passou 80% da narrativa reclamando sobre o quanto não era corajosa), visto que ele lutou o tempo todo contra o que esperavam que ele fosse: cruel, assassino e violento. Mas essa nunca fora sua verdadeira essência.


 Mas apesar da falta de carisma da protagonista, os personagens secundários foram muito bem construídos e gostaria de saber mais sobre alguns deles. Como Darin (o irmão de Laia), Helene (melhor amiga do Elias) e até os adivinhos. Ah e o romance também marcou presença na leitura! 


"Nós seremos livres. Livres para saudar o Imperador. Livres para estuprar e matar. Engraçado como isso não me parece liberdade."

 Outro ponto interessante ressaltar, é sobre a diversidade étnica presente em toda a narrativa. Pouquíssimos personagens são brancos, posto que há muitos elementos inspirados na cultura e mitologia árabe.  Além disso, o Império Romano serviu de base para a construção da história, então preparem-se para muita violência.


 Acabei tirando alguns pontinhos da nota final, porque não me surpreendi tanto com as reviravoltas e nem me animei a prosseguir com as sequências. Achei que estrutura da narrativa acabou se parecendo com outros livros de fantasia que já li. Mas apesar das ressalvas, foi uma boa experiência literária e acho que a indicação é válida.


"Izzat significa muitas coisas. Força, honra, orgulho. Mas nos últimos séculos passou a significar algo específico: liberdade."




20 comentários:

  1. Oi, Laura!

    Adorei a resenha, a capa desse livro é muito linda, mas confesso que a premissa não me atrai muito :(

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Adoro esse tipo de fantasia, mas realmente pela sua resenha me parece bem parecido com outras histórias...essa questão da divisão de "classes" e coisas do tipo, pode deixar ele como mais do mesmo tvz...
    Mas fiquei curiosa para ler mesmo assim! hehehe

    Beeijo

    ResponderExcluir
  3. Eu gosto bastante quando um livro traz essa questões de diversidade na trama. A parte de ser mais uma entre tantas histórias é um tanto broxante, mas vida que segue... rs É uma receitinha de bolo que tem dado certo... rs
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  4. Oi, Laura
    Eu estou animada para ler o livro. Ganhei ele no mochilão da record que teve esse ano e apesar de não ser muito fã de fantasia, estou me aventurando mais no gênero. Acho que os pontos que você citou não irão me incomodar, se Deus quiser.
    Beijo!
    https://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  5. A história parece interessante mas não me animei a ler não.

    Beijos/Kisses.



    Anete Oliveira

    Blog Coisitas e Coisinhas

    Fanpage

    Instagram

    ResponderExcluir
  6. Oi Laura,
    Tenho uma amiga que considera esse livro, uma das leituras da VIDA dela. Então, fiquei um pouco chocada com sua nota e falta de animação para ler a continuação, rs. Acho que só eu lendo para saber o que vou achar mesmo.
    Tomara que goste, te conto quando ler.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Acabei de ler a resenha desse livro em outro blog. É legal quando a gente consegue ter acesso à diferentes opiniões sobre um mesmo livro. Apesar das suas ressalvas, ainda estou com vtd de lê-lo.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  8. Nossa Laura acho que é a primeira vez que eu leio uma resenha levantando pontos negativos desse livro rsrsrsrs Eu ainda não conferi, mas achei interessante uma resenha com um ponto de vista diferente dos demais.

    Bjs, Mi
    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  9. Oie Laura!
    Não li esse livro, mas peguei ele ainda na capa antiga - agora a Record ta refazendo as capas,né? - mas não li ainda
    Uma pena que a protagonista foi chatinha kkkkkk
    mas se estiver na vibe de ler, por que nao , nao é mesmo? Ainda vale, né?

    Beijocas da Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir
  10. Oi, Laura tudo bem? Que pena a protagonista ser chata não é mesmo? Isso acaba por deixar o leitor irritado. Mas que bom que a leitura tenha lhe agradado, mesmo com ressalvas. Ótima resenha. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Oii Laura
    Adorei a sua resenha e a premissa do livro, ter essa diversidade toda me interessou bastante, mas os pontos que você colocou também pesam. Vou deixar o livro anotado e quem sabe decido ler futuramente.

    Beijinhos
    https://focadasnoslivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Amei a resenha. Esse livro parece muito bom e eu leria pelo Elias.
    Ninguém merece protagonista chata
    beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Gostamos da sua resenha, achamos bem sincera. Mais o enredo do livro não chamou muito a nossa atenção!!

    beijos

    http://onlyinspirations.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Olá, Laura.
    Confesso que fiquei tentada quando vi que tem ele no KU. Mas se for ler mesmo vou querer comprar o físico. Gostei de ler sua resenha porque é a primeira que vejo que não foi só elogios ao livro. Eu gosto de ler os pontos negativos dos livros porque a gente sabe que mesmo quando ama um livro não existe livro perfeito hehe. Se for ler já vou com as expectativas controladas hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  15. Oi, Laura. Tudo bem?
    Nossa! Eu amei esse livro quando li alguns anos atrás e continuei lendo a série, preciso concordar que a protagonista é um pouco chata, mas não me incomodou tanto. Interessante seu ponto de vista, que pena que não te agradou.

    Beijos, Vanessa
    Leia Pop

    ResponderExcluir
  16. Oi Lau, tudo bem?
    Apesar de ter achado a capa meio "too much", gostei da premissa e saber que é focado em personagens não-brancos. Precisamos de mais livros assim, especialmente fantasias jovens que impactam tantos leitores em fase de formação. Gostei da dica!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  17. Oii Laura, tudo bem?
    Não sou uma leitora ávida de fantasias, às vezes me arrisco em um ou outro livro do gênero. Apesar de ter achado a premissa interessante, não sei se leria. Mas que bacana que a experiência ao todo foi positiva para você!
    Adorei a resenha. Beijos, boa semana para você <33
    https://treesdedezembro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. Pena que não se animou tanto em continuar, mas sabe que esse livro parece bacana? Me chamou a atenção! ^^

    Beijo.
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  19. Adorei a ideia do livro, mas confesso que essa da mocinha ficar remoendo que não é corajosa o suficiente me enche o saco, dá vontade de pegar a personagens e dizer umas verdades hahaha

    Beijinhos
    Renata

    ResponderExcluir
  20. Gostei de saber o que achou do livro, a capa me chamaria a atenção com certeza.
    E gostei da sinopse, mas não ao ponto de ir atrás pra ler sabe?
    Beijos!
    Dicas de Blogueira

    ResponderExcluir

Oba! Leu o post e quer comentar? Fico muito feliz em saber! Não se esqueça de deixar o link do seu blog e/ou site para que eu possa retribuir.
Comentários como "Amei seu blog, sdv?" serão ignorados! Leia o post e seja gentil ♥