Resenha: O Elevador Ersatz - Lemony Snicket (Desventuras Em Série)


Título do livro: O Elevador Ersatz

Autor(a): Lemony Snicket

Editora: Seguinte

Número de páginas: 232

Está disponível no Kindle Unlimited? Não!

Sinopse: Como nos episódios anteriores, o sexto livro de Desventuras em série está repleto de desgraça, desespero e mal-estar. Quando essa nova desilusão começa, os irmãos Baudelaire estão acompanhados do Sr. Poe, um executivo de banco que ficara encarregado das crianças depois da morte dos pais deles num horrível incêndio.


Eles vão até à residência da família Squalor, os novos tutores dos Baudelaire. O Sr. Poe acredita que ali Violet, Klaus e Sunny estarão a salvo do ganancioso e traiçoeiro Conde Olaf, que foi o primeiro tutor dos três irmãos e que pretende, desde então, apropriar-se da fortuna herdada pelos Baudelaire. A última maldade cometida por Conde Olaf foi raptar os trigêmeos Quagmire, de quem os Baudelaire haviam ficado amigos no colégio interno.


 Jerome e Esmé Squalor moram num apartamento de cobertura na Avenida Sombria. Para o desânimo dos três irmãos, o elevador do prédio foi desligado e eles são obrigados a chegar ao último andar pelas escadas escuras e tenebrosas.


Depois de muitos e muitos degraus, eles finalmente chegam à casa nova, um enorme apartamento com 71 quartos, e descobrem que seus novos pais os tinham adotado apenas porque ter órfãos estava na moda.


Os irmãos parecem bem instalados, mas uma nova aparição do Conde Olaf vem trazer pavor aos Baudelaire. Eles agora têm de descobrir um jeito de se livrar dessa pérfida ameaça.


 A resposta pode estar no elevador ersatz, uma passagem secreta tão escura quanto "uma pantera negra como azeviche, coberta de piche, comendo alcaçuz preto no ponto mais profundo da parte mais funda do Mar Negro". E os perigos estão só começando. Dali em diante, uma montanha de horrores e desgostos ainda espera pelos desafortunados irmãos Baudelaire. 



Atenção! Essa resenha contêm spoilers dos volumes anteriores!


Resenha: "O Elevador Ersatz" é o sexto capítulo da desventurada vida dos órfãos Baudelaire, que ainda está muito longe de terminar.


 Após a última aparição de Conde Olaf na Escola Preparatória  Prufrock que resultou no sequestro dos trigêmeos Quagmire; Violet, Klaus e Sunny vão parar sob a tutela de Ésme Squalor, a sexta consultora financeira mais importante da cidade, e seu marido Jerome Squalor.


"Em suma, ler um dicionário poderá deixá-lo nervoso, pois você se preocuparia por achá-lo muito maçante, mas ler este livro o deixará ansioso, pois será atormentado pelo suspense perturbador em que os órfãos Baudelaire se encontram, e eu, se fosse você, deixaria cair este livro das suas duas ou mais mãos e, em vez dele, me enrascaria confortavelmente para ler um dicionário, porque todas aquelas palavras lamentáveis que preciso usar para descrever aqueles infelizes acontecimentos estão prestes a chegar aos seus olhos."


 Seu novo endereço é na Avenida Sombria, 667 e o que prometia ser uma estadia confortável num apartamento localizado na cobertura, vira um pesadelo logo no início. Acontece que os moradores daquela região são obcecados pelas coisas in - que estão na moda e rejeitam o que está out - fora de moda. Logo, o escuro é in e usar elevadores é out. Obrigando nossos pobres Baudelaires a subirem quarenta e oito lances de escada (ou seriam oitenta quatro?) numa escuridão total. 


 E apesar de Jerome aparentar ser um bom homem, não pode-se dizer o mesmo de sua esposa. Ésme Squalor é uma verdadeira dama esbelta da sociedade e tem horror a tudo que possa estar fora da moda. É por isso que usa ternos de risca de giz, bebe martínis aquosos (água com uma azeitona dentro) e jamais usa o elevador. Ah, e sua ideia repentina de adotar os órfãos foi porque eles estavam in.



"Os três irmãos se entreolharam, depois olharam de novo para a Avenida Sombria. Aquelas árvores não eram mais in, então os jardineiros estavam se livrando delas. Os Baudelaire não queriam nem pensar no que aconteceria quando os órfãos também não estivessem mais in."

 Mas não eram as exigências de Esmé e seu Leilão In que preocupavam os órfãos, muito menos a quantidade absurda de cômodos que havia no apartamento. E sim, qual seria o paradeiro de Conde Olaf e seus amigos Quagmire. Para o infortúnio dos Baudelaire, estas respostas estavam mais perto do que eles imaginavam...


 Se no volume anterior tivemos reviravoltas e o início dos mistérios que permeiam nessa série, nada mais justo que definir esse livro com o termo que aparece no título: ersatz - algo que parece, mas não é. Um jeito mais educado de dizer que o leitor vai fazer papel de bobo e ser enganado haha.


"Porque quando Sunny pronunciou a palavra, uma longa sombra projetou-se sobre os Baudelaire, e eles ergueram os olhos para ver o que estava obstruindo a luz. E quando olharam, sentiram que tudo em suas vidas se tornara ananicado em comparação com o quanto se sentiam encurralados, pois aquela palavra, lamento dizer, era "Olaf"."



 Ésme Squalor faz sua estreia, e considero ela uma personagens mais icônicas que o Lemony já criou! Sua sede por poder e status faz com que ela não meça esforços para ter sempre o melhor, e já dá para ter uma ideia de que lado da cisão ela está...


 Aliás, todos os volumes de Desventuras Em Série se encarregam de abordar algum problema social recente e criticá-lo de forma exagerada. Nesse volume, a crítica é relacionada ao mundo da moda, e como as pessoas ficam bitoladas com ele.


" "Não fale bobagens", disse Esmé mal-humorada. "Se nós dermos dinheiro para as pessoas pobres, elas não serão mais pobres. Além disso, este ano nós vamos ganhar montes de dinheiro. Hoje almocei com doze milionários, e onze deles afirmaram categoricamente que vão comparecer ao Leilão In. O décimo segundo precisa ir a uma festa de aniversário. Pense só no dinheiro que vou ganhar, Jerome! Talvez possamos nos mudar para um apartamento maior!" 


 Outro ponto importante a ser destacado, é a lealdade dos Baudelaire em relação aos Quagmire. Eles renunciaram ao próprio conforto para ir atrás dos amigos, e acho isso um gesto muito bonito. Por mais que algumas vezes isso me irrite, já que significa fugir do Conde Olaf mais uma vez... 


 E não posso terminar essa resenha sem falar da Sunny Baudelaire, o bebê mais legal, dentuço e inteligente da literatura!!! Por mais que a história dos órfãos seja repetitiva, o que me faz continuar a leitura são as reviravoltas e a complexidade dos personagens que fazem parte dela. Sem falar nos mistérios de C.S.C, que ainda estão longe de serem revelados...


"Não importa por quantas desventuras tivessem passado, e não importa quantas coisas ersatz ainda fossem encontrar no futuro, os órfãos Baudelaire sabiam que podiam contar uns com os outros pelo resto de suas vidas, e isto, pelo menos, dava a sensação de ser a única coisa no mundo que era verdade."



12 comentários:

  1. Oi, Laura! Que bom que a leitura fora agradável por completo. É tão bom quando um livro nos conquista por inteiro, não é mesmo! Ótima resenha. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Laura, sua linda, tudo bem?
    Ah, eu sempre quis ler essa série, mesmo com tantos livros. Você disse que o leitor será feito de bobo, gosto muito quando isso acontece, de pensar que estamos no caminho certo e no fim, estarmos completamente enganados, risos.. Acho que vou me apaixonar por esse bebê também. E ufa! Subir 48 lances de escada o tempo todo só por estar out? Quem disse que usar elevador é out? Risos... Adorei a resenha!
    beijinhos.
    cila.
    https://cantinhoparaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oiê assisti ao filme, mas achei muito tenso, me dá uma aflição o que aquelas crianças passam...kkk...Não conhecia o livro, vou procurar, pois gostei muito de sua resenha, e com certeza o bebê é muito fofo.. Bjs

    Livros em Retalhos

    ResponderExcluir
  4. Eu só assisti ao filme, não vi nem a série.
    Já vi sobre os livros, mas não me interessei para ler.
    Fico feliz que você tenha gostado.
    Beijos!
    Pam Lepletier

    ResponderExcluir
  5. Olá, Laura.
    Eu li essa série em sequencia e achei os livros todos iguais. Os enredos eram os mesmos e acabei não gostando tanto assim hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  6. Amei a resenha. Esse livro é tão bom, amo a série toda no geral e as reviravoltas sempre são boas.
    O Lemony sempre cria personagens incríveis.
    beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu li até o quinto livro dessa série, depois ela começou a ficar maçante por que a história no geral sempre se repete, como vc comenta no post; os órfãos são acolhidos, o conde engana todo mundo, os órfãos sofrem, os órfãos desmascaram o conde, que foge, e as crianças são enviadas para outro tutor. Maaaas, lendo essa sua resenha eu até fiquei com vtd de dar sequência à leitura, pois gostei dos novos personagens e eu acho bem fofinho o relacionamento dos Baudelaire com os Quagmire. Quem sabe um dia eu consiga chegar até o 13º livro e enfim descubra todos os mistérios C.S.C.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  8. Olá Laura,

    Eu não li a série, teve uma época que eu até tive vontade, mas acabou passando infelizmente.
    Só assisti o filme e gostei bastante.

    Bjs
    https://diariodoslivrosblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Oi, flor!!

    Nossa, eu imagino que esse livro seja muito gostosinho de ler ♥
    Não conhecia, mas leria facilmente!!

    Beijinhos 😘
    Thay - Sankas Books

    ResponderExcluir
  10. Ooi
    Eu morro de vontade de ler Desventuras em Série mas ainda não to podendo comprar aquele box lindo.

    Sil
    blog kzmirobooks.com • Siga no Instagram: @kzmirobooks

    ResponderExcluir
  11. Oi Laura,
    Eu até queria ler essa série há alguns anos atrás. Mas depois da série da Netflix, achei que era "mais do mesmo", sabe? Acho que passei da idade... Mas fico feliz que tenha sido uma boa experiência para você!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Oi Lau, tudo bem?
    Todas as resenhas que leio falam desse ponto repetitivo e, por isso, acabo evitando um pouco conferir. Gosto do filme mas, quando tentei ver a série da Netflix, não engrenou. :(
    Mas fico contente que tenha sido uma boa experiência pra você!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir


Oba! Leu o post e quer comentar? Fico muito feliz em saber! Não se esqueça de deixar o link do seu blog e/ou site para que eu possa retribuir.
Comentários como "Amei seu blog, sdv?" serão ignorados! Leia o post e seja gentil ♥

Instagram: @estantebibliografica