Resenha: Cinder - Marissa Meyer (As Crônicas Lunares #1)

Título do livro: Cinder

Autor(a): Marissa Meyer
Editora: Rocco
Número de Páginas: 414
Sinopse: Cinder tem dezesseis anos e é considerada uma abominação tecnológica pela maior parte da sociedade e um fardo por sua madrasta. Por outro lado, ser ciborgue tem suas vantagens: a interface de seu cérebro lhe deu a capacidade sobre-humana de consertar tudo — robôs, aerodeslizadores, os próprios membros cibernéticos quebrados —, tornando-a a melhor mecânica de Nova Pequim. Sua reputação faz com que o herdeiro do império, o príncipe Kai em pessoa, apareça em seu estande na feira, solicitando o conserto de um androide antes do baile anual.
Embora esteja ansiosa para agradar o príncipe, Cinder é impedida de trabalhar no androide quando Peony, sua meia-irmã e única amiga, é infectada por uma peste fatal que tem assolado a Terra por anos. Culpando-a pelo destino da filha, a madrasta de Cinder a entrega como voluntária para as pesquisas da doença, uma "honra" a qual ninguém sobreviveu até então.
Logo, porém, os pesquisadores descobrem algo de incomum na cobaia recém-adquirida. Algo pelo qual há quem esteja disposto a matar.

Resenha: Esqueça tudo que você sabe sobre os contos de fadas. Em Cinder, somos transportados para uma narrativa mais sombria e tecnológica da Cinderela.  Não há abóboras e nem fadas madrinhas, muito menos ratos amigáveis.

 Cinder tem 16 anos e é um ciborgue. Aos 11 anos sofreu um acidente de aerodeslizador e teve partes do seu corpo substituídas por outras de metal. Foi resgatada por seu padrasto nessa mesma faixa etária e passou a viver com sua nova família. Porém, poucos anos depois ele acaba morrendo e a garota passa a viver com a madrasta cruel e suas duas filhas.

    "Não havia cama para ela, e de noite, quando ela estava exausta de tanto trabalhar, tinha que dormir perto da fornalha, nas cinzas."


 Cinder trabalha como mecânica numa feira de Nova Pequim, território onde vive. Paralelamente aos seus problemas em casa, o mundo é assolado por uma terrível doença chamada letumose. Caracterizada por deixar manchas escuras nos corpos de suas vítimas, a febre azul é letal e altamente contagiosa, preocupando as altas autoridades de todo o planeta.

 Em um dia normal de serviço, Cinder acaba conhecendo o filho do Imperador, príncipe Kai. Ele se mostra um rapaz muito amigável e Cinder, apesar de dizer que não, se sente atraída por ele e com vontade de conhecê-lo melhor.


"Afinal, ele era um príncipe. Os mais poderosos homens e mulheres da Terra o haviam convocado. Ela entendia.
E ainda assim, ele estava lá, com ela."


 Mas a sua vida vira de cabeça para baixo quando uma de suas irmãs acaba contraindo a letumose, e sua madrasta alega que Cinder é a responsável por tal desgraça. Acaba entregando a garota para o palácio, para servir de voluntária para encontrar a cura da doença.

 As coisas se tornam mais estranhas ainda quando Cinder descobre que é imune à letumose, intrigando o médico responsável pelas pesquisas. A garota torna-se imensamente valiosa e todos começam uma corrida contra o tempo. Além das preocupações em achar a cura da peste, o país ainda tem de lidar com a ameaça de uma possível guerra contra a rainha Levana de Luna e Cinder está mais envolvida em tudo isso do que realmente gostaria.

 " - Pelas estrelas - murmurou ela. - Você já não me perguntou isso?
 - Tenho esperança de receber uma resposta mais favorável dessa vez. E parece
que fico mais desesperado a cada minuto.
- Que encantador.
 Os lábos de Kai se contraíram.
    - Por favor! [...]"

 Marissa Meyer não tem dificuldades aparentes em levar a narrativa adiante. Sua escrita é convidativa, e faz com que o leitor tenha cada vez mais vontade de descobrir o que está por vir e qual a verdadeira origem da Cinder. A mistura entre a história clássica da Cinderela e elementos futuristas, cria um clima interessante e apresenta bons resultados durante a leitura.

 O grande problema do livro, é a questão do desenvolvimento. Uma narrativa com 414 páginas (ou seja, não são poucas) deveria apresentar mais fatos conclusivos e explicações, o que não ocorre. Os supostos plot twists, na realidade, não foram tão surpreendentes assim; uma vez que eram perceptíveis e previstos para o leitor.


 "Mas se havia uma coisa que ela aprendera ao longo dos anos como mecânica era que certas manchas nunca saíam."


 Além disso, são inúmeros os ganchos deixados para a sua sequência. Ou melhor, sequências. São seis livros (me corrijam se estiver errada!) depois de Cinder, e a cada um somos apresentados a novas histórias (e protagonistas) mescladas à anterior. O que não se torna um problema, para quem tiver curiosidade e disposição para prosseguir com a série.

 Apesar do hype imenso e de ser amada por milhares de leitores, o primeiro livro de As Crônicas Lunares se mostrou uma história interessante para passar o tempo e só. Apesar da criatividade da autora e do bom trabalho ao descrever seus personagens, as pontas soltas que foram deixadas incomodaram bastante e não foram atrativas o suficiente para partir para o livro que vem em seguida.






24 comentários:

  1. É diferente de tudo o que eu já li, a ideia parece ser muito boa mas a sequência de livros me desanima um pouco :/ Gostei da resenha <3
    Beijoss

    Primavera Agridoce ♥️♥️♥️

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bruna!
      Eu gosto muito do gênero literário, mas essa leitura não me conquistou nadinha :(
      Que bom que gostou ♥

      Excluir
  2. Meo Deos como assim você não gostou desse livro???? Hahaha zoa! Entendo que cada um tem expectativas diferentes a respeito da obra. Eu gostei muito, é uma das distopias favoritas da vida, mas é uma pena que não tenha funcionado com você. Mas vai que tu gosta de seguir a série, né??
    Beijo!
    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Miriã!
      Aaah desculpa juro que tentei haha :P
      Pode ser que eu leia o segundo livro, só pra ter uma opinião mais conclusiva. Mas o primeiro não funcionou mesmo, o que é uma pena porque eu gosto da autora :(

      Excluir
  3. Certo, eu uma hora quero e outra hora não quero ler esse livro haha
    Mas com a sua resenha até que tenho mais vontade, porque, saber um pouco mais da história me deixou curiosa. Uma pena mesmo, tudo isso de páginas não ter tantos fatos.
    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Melissa!
      Entendo bem essa situação haha. A premissa é bem interessante mesmo, mas esperava bem mais da leitura no final :(
      Mas leia sim! E depois me fala o que você achou.

      Excluir
  4. Oi, Laura tudo bem? Eu não li o livro, mas me parece ser bom. Que pena que a leitura não tenha sido tão satisfatória para você. É tão frustrante quando ocorre isso né? Adorei sua resenha. Abraço!

    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luciano! Tudo sim e você :D
      É realmente beem frustrante, mas acaba acontecendo né?
      Fico feliz em ver que gostou da resenha!

      Excluir
  5. Olá...
    Adorei conferir sua resenha! Concordo com suas ressalvas e acho que não é um livro que leria no momento... Mas, quem sabe no futuro?
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Diane!
      Que bom que gostou ♥
      Acho que é uma leitura válida! Se você gosta do gênero, não tem porquê não arriscar :)

      Excluir
  6. Oiii Laura

    Eu gosto tanto dessa série. Como conselho te digo, continua vai! Cinder é realmente o mais "fraco" da tetralogia, mas Scarlet e Cress por exemplo são sequências incriveis que me fizeram amar a saga.

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, Ivy!
      Sério?? Li alguns comentários parecidos com o seu e estou reconsiderando minha decisão.. pode ser que eu leia pelo menos o segundo pra ter uma opinião verdadeiramente formada :D

      Excluir
  7. Oi Laura,
    Que medo! rs
    Tenho esse livro em edição física aqui em casa e quero começar a série em breve, por indicação da Lu do Balaio de Babados e da Mi do Capítulo Treze. E agora essa resenha... Fiquei receosa, mas ainda quero arriscar a leitura! Tomara que eu goste!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ale!
      Haha eu sabia que essa seria uma resenha "polêmica" hihi. Acho que vale a pena você ler, sim. Depois de ler alguns comentários aqui, estou até tentada a ler o segundo volume da série. A autora é muito criativa e a premissa é bem interessante, mas não consegui gostar tanto quanto imaginei :(

      Excluir
  8. Olá!
    O booktube ama essa série, não sei se melhora depois... mas nunca tinha sentado para ler sobre a história, e achei bem diferentona! O enredo me pegou, hahah.

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mônica!
      A maioria das resenhas que li sempre fala super bem desse livro, só eu que não gostei mesmo haha :P
      O enredo é bem interessante mesmo! :D

      Excluir
  9. Oi
    que bom que gostou da leitura, mesmo tendo pecado na narrativa, já li tantas resenhas positivas que é bom ler uma um pouco diferente, mas que bom que curitu a leitura, eu to com o e-book aqui, quando tiver tempo vou ler, já que to com minhas leituras da cherish atrasadas.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Denise!
      O hype dessa série é tão grande, que não tem como a gente não criar expectativas altíssimas né?
      Leia sim! E depois me conta o que achou haha to até pensando em continuar com a série.

      Excluir
  10. SUA FOTO FICOU TÃO COMPUTADOR, eu adorei!
    FIcou muito criativa e a ver, né?
    Que pena que o livro não foi tão envolvente em relação ao desenvolvimento, mas talvez isso melhore nas próximas leituras da serie, né???

    Beijocas da Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Pâm!
      Muuuito obrigadaaa <3 menina deu um trabalho tirar essa foto haha, mas gostei do resultado!
      A maioria dos comentários me incentivaram a continuar, então pode ser que eu leia o próximo sim haha gosto da Marissa Meyer, mas Cinder não me cativou :(

      Excluir
  11. Oi, Laura. Tudo bem?
    Esse ebook foi recomendado para mim uma vez, mas li a sinopse e na época não estava na vibe de conto de fadas, para uma leitura rápida parece ser um bom livro pelo que você apontou e depois as continuações é questão de se pensar. Gostei da personagem ser um ciborgue.

    Beijos, Vanessa
    Leia Pop

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vanessa! To bem e você? :D
      Isso é uma coisa que não posso reclamar, não achei a leitura arrastada mas fiquei bem frustrada quando terminei e não obtive as respostas que eu queria :(
      Simm isso foi uma ótima jogada da autora, nunca tinha conhecido uma personagem ciborgue haha

      Excluir
  12. Eu sempre tive curiosidade de saber como seria essa abordagem tecnológica dos contos de fadas. Mas depois da sua resenha, não sei mais se leria... =/
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Hanna!
      Apesar de não ter gostado, acho que ainda sim seria uma leitura válida. Eu gostei da abordagem da autora, só não gostei da questão do desenvolvimento :(

      Excluir

Oi! Primeiramente gostaria de agradecer a sua visita! Fico feliz em ver que quer deixar um comentário, sinta-se em casa!
Pode opinar à vontade e expor suas opiniões, só não vamos gerar brigas e discussões desnecessárias, ok?
Não se esqueça de deixar o link do seu blog para que eu possa visitá-lo também, e se gostou do Estante Bibliográfica não esqueça de seguir! Ajuda muito na divulgação ♥
Um beijo e volte sempre!