Resenha: Fazendo Meu Filme: Fani na Terra da Rainha - Paula Pimenta


Título do livro: Fazendo Meu Filme : Fani na Terra da Rainha
Autor(a): Paula Pimenta
Editora: Gutenberg
Número de páginas: 325
Sinopse: Depois de conquistar milhares de leitores e leitoras, a nossa doce e querida Fani volta ainda mais divertida e encantadora. O segundo volume do livro Fazendo meu filme apresenta as aventuras de Estefânia Castelino Belluz na terra da rainha. Sim, na Inglaterra!

Longe do grande amor, ela passa por momentos de alegria, dor, saudade, tristeza e, mais do que isso, pode conhecer melhor a si mesma. Sem deixar de lado suas amigas inseparáveis e sua família, ela consegue, no outro continente, viver momentos cheios de suspense, revelações, aventuras, descobertas e emoções fortíssimas!

Feliz, triste, preocupada, ansiosa, temerosa, otimista, insegura, cheia de si, apaixonada, desiludida, seja como estiver, Fani mostra a cada página deste livro que não é mais aquela menina tão frágil que muitas vezes se escondia por trás de sua timidez.

Mais do que a história de uma adolescente que se encoraja a fazer intercâmbio e morar fora por um ano, este livro fala de um grande e delicado amor. Em meio a uma avalanche de sentimentos e acontecimentos surpreendentes, ela consegue viver intensamente na Inglaterra, conhecendo pessoas que conquistam seu coração e sua amizade para toda a vida. Porém, o melhor filme de sua vida ainda está para ser contado, ou melhor, vivido…

Resenha: Em Fazendo Meu Filme: Fani na Terra da Rainha, embarcamos com a protagonista numa viagem de 1 ano com destino à Inglaterra.

 Ainda extasiada com os acontecimentos do aeroporto, Fani vive um misto de sentimentos. Alegria por finalmente ter revelado seus sentimentos ao Leo, ansiedade por não saber o que a espera em Brighton, saudades antecipadas da família...

"Parece que eu estou em um sonho. Não. Parece que eu estou num filme. Um filme sem legendas."

 Mas a garota vai precisar enfrentar alguns desafios se quiser ficar mesmo com Leo. A distância e o tempo podem acabar desgastando o relacionamento deles, e a nova vida de Fani pode acabar se tornando um empecilho para os dois.

 O plano inicial era deixar esse sentimento guardado no fundo do coração e só retirá-lo de lá no final do ano. Mas Leo não pensa dessa forma e o afastamento entre eles torna-se inevitável. Entretanto, em 1 ano muita coisa pode acontecer..

"Mas, naquele momento, não tive como não lembrar. Não pensar no Leo não queria dizer que eu quisesse ficar com outra pessoa. Muito pelo contrário. Eu desejava ficar só com ele pelo resto da minha vida. Mas eu queria que o resto da minha vida começasse dali a um ano. Se eu deixasse que o Leo ficasse na minha cabeça, não iria achar graça em nada, porque coisa nenhuma no mundo tinha comparação com ele."


 É muito engraçado quando a gente faz a releitura de um livro que a gente ama, mas alguns anos anos depois. Sempre digo que as histórias da Paula Pimenta são atemporais, e continuo firme e forte com minha opinião.
 
 Mas agora no papel de uma leitora mais velha (pelo menos comparada à época em que li a série pela primeira vez), percebo o quanto os personagens são imaturos muitas vezes e como as coisas se resolveriam fácil se fossem conversadas.

"E saudade, eu descobri, não tem nada de romântico, como os poetas costumam descrever. Saudade  é ruim, dói, sufoca, faz com que nada tenha graça e que a gente fique pensando na pessoa que a provocou o tempo todo."

 Entretanto, como ainda me considero adolescente (não quero ser adulta com 18 anos!), consegui me ver em inúmeras cenas e acredito que teria as mesmas atitudes dos personagens haha.

 De todos, acredito que esse seja o meu livro favorito da série. Eu adoro viajar com a Fani para à Inglaterra e acompanhá-la por seus passeios em Londres, Brighton e todos os pontos turísticos da terra da Rainha.

"Parecia que eu tinha acabado de chegar à Inglaterra. E, ao mesmo tempo, era como se eu tivesse vivido a minha vida inteira ali."

 Além disso, gosto das reviravoltas e da maneira que os personagens vão amadurecendo com o passar do tempo. O livro narra todo o intercâmbio da Fani, o que faz a leitura ser rápida (fiz a releitura em dois dias!).

 Com relação à escrita da Paula, acho incrível  a maneira como ela faz o leitor acreditar que finais felizes são possíveis, e a forma como  narra as dificuldades e sofrimentos que um sentimento tão bonito como o amor pode trazer.

"Da próxima vez que for destruir o coração de alguém, pense duas vezes. Você pode estar lá dentro."

 Ainda temos mais dois livros pela frente, e pretendo trazer o mais breve possível a resenha de Minha Vida Fora de Série, uma espécie de spin-off com os mesmos personagens mas narrando a história de outro casal.

 Fazendo Meu Filme: Fani na Terra da Rainha continua sendo uma leitura incrível, que faz com que a gente sonhe acordado e acredite no amor. E o mais importante de tudo: que nenhum filme é melhor que a própria vida!

" Tinha sido um longo filme. E agora é que meu final feliz iria começar..."



16 comentários:

  1. Olá
    Sempre vejo resenhas positivas sobre esse livro, mas ainda não tive oportunidade de ler, parecer ser bem leve e romântica. Parabéns pela resenha
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa | Facebook | Twitter | Instagram

    ResponderExcluir
  2. Eu sempre sonhei com um intercâmbio. Saber desse livro me fez lembrar o quão desejava isso e de como abri mão do meu sonho... Quero muito ler.

    Beijos!
    Neila Bahia ♥️
    neilabahia.com | Instagram | Pinterest 

    ResponderExcluir
  3. Oi Laura,
    Minha primeira tarde de autógrafos da vida foi desse livro. Eu levei o 1 e o 2 para a Paula autografar e era a primeira da fila, foi demais! Lembro da emoção que foi. Tenho um carinho enorme por essa série!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Laura

    Quando essa série foi lançada eu já não era uma adolescente há muito tempo, agora menos ainda. Hahahaha Não leria porque passei dessa fase, mas sei que é uma série queridinha de muitas pessoas. Normal você ter essa impressão em relação a maturidade dos personagens mesmo, já aconteceu comigo em algumas releituras.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Laura, tudo bem?

    Eu ainda não li essa série, está há anos na minha listinha, preciso conferir! Já li outros da autora e adorei a escrita dela! E preciso dizer que amo o fato das letras da resenha serem grandes, meu Deus, às vezes o pessoal deixa tão pequeno que eu até desisto de ler rsrsrsrsrs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  6. Oi, Laura! Eu não esta série. Li outros livros de Paula Pimenta e sua escrita muito me agrada. Essa sensação diferente em relação ao comportamento de alguns personagens de livros é comum em releituras, principalmente com o passar dos anos. Que bom que a releitura lhe agradou. Muito boa sua resenha. Presumo uma leitura ideal para estes tempos incertos. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Hey Laura! Tudo bem?
    Vejo falarem muito bem dessa série de livros, mas nunca li ela, acredita?
    Obrigada por comentar lá no blog.
    Volte sempre!

    | Blog Misto Quente |

    ResponderExcluir
  8. Olá, Laura.
    Eu já li um livro da autora que gostei bastante hehe. Eu acho muito legal quando relemos um livro e mesmo a gente achando ele mais infantil ele ainda traz de volta as sensações que tivemos quando lemos ele na primeira vez hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  9. Eu não cheguei a ler a série na minha adolescência e acho que não leria agora por não ter lá tanta paciência como antes hahaha Eu li contos da autora quando mais jovem e gosto muito a escrita dela! <3
    Beijoss, Seja Agridoce ♥️♥️♥️

    ResponderExcluir
  10. Oi Lau, tudo bem?
    Eu não li Paula Pimenta na época que era adolescente, então acho que perdi o timing.
    Mas essa sensação gostosa das releituras é algo que eu adoro. E também acho super compreensível você perder um pouco mais a paciência com os personagens, já que está numa fase mais madura. O que importa é se o sentimento bom da leitura permanece vivo. ♥
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  11. Tem muitas resenhas positivas sobre esses livros, mas eu nunca li quando era mais nova. E acho que agora não me conectaria com eles, já adulta... Mas fico feliz que esteja nostálgica com eles e que os outros livros sejam tão bons quanto para você. ^^
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  12. Oi, Laura. Tudo bem?
    Eu lembro que quando li esse livro há um tempo atrás muito sobre não gostar é porque os personagens me faziam passar raiva pela falta de comunicação. Ainda amo a jornada e no fim das contas, eles são adolescentes em seu primeiro amor e erros, então comecei ler novamente mais relaxada e aproveitei mais.

    Beijos, Vanessa
    Leia Pop

    ResponderExcluir
  13. Oi, Carol!
    Acho a Paula uma pessoa simpática, então imagino que ela consiga transferir esse carisma para o livro também :) É legal demais ver você falando de aspectos partindo da releitura :)
    Acho que nunca resenhei um livro depois de relê-lo. Fiquei com vontade de ter essa experiência também.

    Um beijo,
    Fernanda Rodrigues | contato@algumasobservacoes.com
    Algumas Observações
    Projeto Escrita Criativa

    ResponderExcluir
  14. Olá...
    Eu já li muita Paula Pimenta nessa minha vida de leitora, porém, não leio mais até porque vou fazer 26 anos e acho as histórias adolescentes demais pra mim. Mas, quando era mais nova lembro que ela era uma das minhas autoras favoritas da vida <3
    Gostei demais de ler sua resenha, me lembrei de uma época boa <3
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Oiii Laura, tudo bom?

    Eu adorava os livros dessa autora, ela fez parte da minha vida literária durante muitos anos e até hoje bate a nostalgia quando vejo estes livros, eles são perfeitos e uma delicia de ler. Agora que to mais velhinha, llivros assim já não me prendem tanto, mas sempre indico os livros da Paula para leitores mais jovens, ela tem um talento de transportar a gente para as estórias, envolver completamente né?

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir

Oi! Primeiramente gostaria de agradecer a sua visita! Fico feliz em ver que quer deixar um comentário, sinta-se em casa!
Pode opinar à vontade e expor suas opiniões, só não vamos gerar brigas e discussões desnecessárias, ok?
Não se esqueça de deixar o link do seu blog para que eu possa visitá-lo também, e se gostou do Estante Bibliográfica não esqueça de seguir! Ajuda muito na divulgação ♥
Um beijo e volte sempre!