Livro X Filme: Coraline - Neil Gaiman

 

Boa tarde! Hoje vim trazer mais um post da nossa coluna Livro X Filme, que eu estou amando escrever! Não se preocupem pois estou anotando todas as sugestões de vocês, e pretendo trazê-las o mais breve possível!


 Um dos meus filmes favoritos da vida, é Coraline e o Mundo Secreto. A animação de 2009 foi dirigida por Henry Selick e indicada ao Oscar em 2010, na categoria de Melhor Filme de Animação.

 


Livro X Filme: Coraline


 O que muita gente imagina, é que a animação foi dirigida pelo Tim Burton. Mas não gente! Acontece que o filme foi anunciado como sendo do "diretor de O Estranho Mundo de Jack" (olhem o poster que vocês vão ver!). E apesar do Burton ter criado os personagens e a ideia para o filme, na época ele estava dirigindo outros dois projetos. E quem assumiu seu cargo? Isso mesmo, Henry Selick!

 

 Até porque, se o Burton tivesse dirigido Coraline, ele seria bem mais sombrio do que conhecemos! O filme foi baseado no livro Coraline de Neil Gaiman, lançado em 2002.  Ambos contam a história de uma garota curiosa, que encontra uma porta em sua casa que dá acesso à um universo paralelo onde todos possuem botões no lugar de olhos. Nele, a comida é mais saborosa, os pais mais atenciosos, os vizinhos nunca erram seu nome e tudo parece girar em seu torno. Mas as aparências enganam, e logo ela descobre que seu sonho realizado na verdade é um terrível pesadelo.


 Para fazer uma comparação justa, criei 5 categorias a serem avaliadas separadamente. São elas: 1- Aparência dos personagens, 2- Cenário e ambientação, 3- Efeitos especiais e/ou fotografia, 4- Figurinos e caracterização e 5- Fidelidade da narrativa.

 



Uma curiosidade interessante que descobri aqui no EB (A Leslie do blog Apenas Leite e Pimenta que me contou!), é que essa história da Outra Mãe é mais antiga do que a gente imagina! Existe um conto chamado A Nova Mãe, escrito por Lucy Clifford, que serviu de inspiração para a construção do livro que conhecemos e amamos. O Rodrigo Carmo do blog Ares Editoriais traduziu o conto da Lucy, e quem tiver a curiosidade e a coragem necessária, podem lê-lo na íntegra clicando aqui.

 


1- Aparência dos personagens


 No livro, Coraline é descrita como uma garota de 11 anos pequena para sua idade. Não há muitas descrições detalhadas sobre sua aparência e nem dos demais personagens. Na animação ela possuí cabelo azul, e nas ilustrações do livro (tanto a edição de 2002 como a edição de 2020) seu cabelo é preto. Analisando os desenhos de Chris Riddel e comparando-os com os personagens do filme, poucos detalhes foram alterados e achei a representação bem fiel. E, na minha opinião, a Coraline é bem mais legal de cabelo azul!

 


 Você sabia que há um easter egg no filme? Em uma cena, é possível ver uma foto de família da Coraline em que ele está de cabelo castanho. O que significa que seu cabelo azul é tingido haha.



 

2- Cenário e ambientação


 A história toda se passa no Palácio Cor-de-Rosa, casa nova da Coraline e os arredores (no livro esse nome não existe!) A mansão é dividida em vários apartamentos, possibilitando que várias famílias morem lá ao mesmo tempo. O próprio Neil disse ter ficado impressionado ao chegar nos estúdios de gravação do filme e ver que a casa onde morou e que serviu de inspiração para o livro, fora construída nos mínimos detalhes da maneira que se lembrava.

 



 

4- Efeitos especiais e/ou fotografia

 

 O filme foi gravado no formato stop-motion. Para quem não conhece a técnica, ela é feita com o auxílio de uma câmera ou de computador e usa modelos reais. Todos os personagens e cenários foram construídos de verdade, e as animações foram realizadas com o auxílio da tecnologia. 

 

 Só para vocês terem uma ideia do quão trabalhoso foi o processo, cada bonequinho do filme demorou 4 meses para ser fabricado!! Mas tudo isso valeu a pena, porque o resultado final ficou maravilhoso!

 

 Não é a toa que até hoje, Coraline e o Mundo Secreto é um dos filmes stop-motion mais aclamados. Falando em fotografia, no mundo real de Coraline, as cores mais utilizadas são sóbrias e cinzas. Quando ela passa pela porta, os tons de azul, roxo e laranja tomam conta da tela. Criando assim, uma separação de ambientes e revelando ao espectador o quanto o universo criado por Beldam é mais atrativo do que o original.

 

 
 
 

 

4- Figurinos e caracterização


 Não tem muito o que falar sobre esse aspecto eu acho haha. Não estamos falando de um filme que se passe num período histórico ou coisa parecida. O livro mesmo não relata muito sobre a escolha de roupas dos personagens, então podemos considerar essa avaliação como ok.

 

 

5- Fidelidade da narrativa


 E por fim, vamos analisar a categoria mais importante! Ao assistir ao filme novamente pela 455969595 vez, notei algo que não tinha percebido anteriormente: O filme foi adaptado para ser o mais lúdico e infantil possível. Acreditem, o livro consegue ser bem mais sombrio e assustador! Em certos momentos parece até uma lenda urbana.

 

 Além da escolha do formato animação (mais atrativo para as crianças), o filme faz uso de outros recursos como o acréscimo de um personagem (o Wybe é citado apenas no final do livro como um antigo morador da casa. Já no filme, ele é um dos personagens principais e tem grande participação no desenrolar dos acontecimentos.) , mudanças nos diálogos e ordem cronológica (poucas cenas). 

 

 Outras diferenças que percebi, foi em relação à personalidade da Coraline. Ambas são extremamente corajosas, mas a Coraline do filme parece demonstrar mais suas emoções, enquanto à do livro é mais lógica e pensativa.

 

 Num panorama geral, considero o filme uma excelente adaptação do livro. Apesar das alterações, a essência da história foi mantida e a mensagem é transmitida igual. Entretanto, confesso que gosto mais do filme do que do livro haha. 





 Seria meu sonho uma versão live-action? 😱

16 comentários:

  1. Oi, Laura!

    Adorei o post, muito bem detalhado! Conferi só o filme e gostei, mas sei que realmente virou filme favorito de muitas pessoas!

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Laura! Muito legal essa comparação de livro vs filme. Suas considerações sobre ambos foram bastante pertinentes e inteligentes, gostei muito da maneira que você elaborou o duelo. O livro é maravilhoso, contudo presumo que o filme também o seja. Eu não assisti ao filme, portanto não sei dizer se o mesmo é melhor do que o livro, mas me baseando em sua lúcida análise, provavelmente seja melhor mesmo, embora o livro seja um espetáculo. Adorei o post. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Laura,
    Recentemente, li Coraline e por conhecer a personagem já com o cabelo azul, confesso que já a imaginei como na animação. kkkkk
    Ainda pretendo conferir o filme, mas o livro eu achei bem ok.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá, Laura

    Nunca tive interesse em ler ou em assistir ao filme. Animações não enchem meus olhos e ainda tem o fator autor: não gosto do Gaiman. No mais, achei bem bacana o fato do filme ter sido feito com bonequinhos, eu posso até não curtir, mas admiro o trabalho desses profissionais.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  5. Ahhhh! Amei esse formato de post! Ficou genial! =) Eu só conheço a história de Coraline pelo filme mesmo, e já imaginava que o livro seria mais sombrio. E eu era uma das pessoas que pensava que era produção de Tim Burton... kkk
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  6. OI, Laura
    Que legal essa comparação mais aprofundada. Eu sou completamente apaixonada por Coraline, é um dos meus filmes favoritos. Talvez por isso eu tenha lido o livro com tantas expectativas e ansiosa para encontrar respostas, e me decepcionei um pouco. Prefiro o filme.
    Beijo!
    http://www.capitulotreze.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  7. Oi Laura,

    Eu nunca li o livro e também ainda não assisti ao filme. Mas tinha ouvido falar que o ivro é mais sombrio que a adaptação.
    Tenho curiosidade em conhecer ambos.

    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir
  8. Oi
    eu só assisti o filme até agora, mas que bom que é pouco diferença entre o filme e o livro, é bom quando o filme consegue adaptar o maior número de detalhes.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Oi, Laura. Tudo bem?
    Eu amo o livro e a adaptação! Concordo com você que as diferenças são pequenas, mas o teor sombrio, a história de arrepiar e a essência foram mantidos. Amei essa ideia de post.

    Beijos, Vanessa
    Leia Pop

    ResponderExcluir
  10. Ahhhh adorei o post! Vontade de assistir pela milésima vez hahaha eu nunca tive tanta curiosidade para ler o livro mas depois que você disse que é mais sombrio e a personagem tem a personalidade um tanto diferente já fiquei tentada! Sem contar a edição que é linda <3
    Beijoss, Blog Seja Agridoce ♥️♥️♥️

    ResponderExcluir
  11. Oi Lau, tudo bem?
    Adorei o post e os critérios escolhidos.
    Nunca assisti nem li Coraline, mas tenho ficado curiosa. Essa graphic novel, em especial, me chamou demaaais a atenção.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  12. Amei as comparações. Eu li Coraline com uns 11 anos e ficava tipo 'meu deus, socorro', com o filme foi mais tranquilo. Não tinha percebido metade das diferenças do livro para o filme.
    beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Tô louca pelo livro, parece ser incrível já que o filme puxou mesmo um pouco mais pro lado infantil.

    Beijinhos
    Renata

    ResponderExcluir
  14. Você acredita que nunca vi nem li Coraline? Todo mundo me fala muito dele, acho que me faltou oportunidade, mas depois desse post vou procurar ver o mais rápido possível! Já coloquei na minha lista.
    Obrigada pela indicação <3
    claraaoliveira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Olá, Laura.
    Eu confesso que nem sabia da existência dessa animação hehe. E nunca li o livro porque não sou muito fã do autor. Mas com essa edição nova eu fiquei morrendo de vontade de ler ele hehe. Adorei a postagem, ficou super completa.

    Prefácio

    ResponderExcluir

Oi! Primeiramente gostaria de agradecer a sua visita! Fico feliz em ver que quer deixar um comentário, sinta-se em casa!
Pode opinar à vontade e expor suas opiniões, só não vamos gerar brigas e discussões desnecessárias, ok?
Não se esqueça de deixar o link do seu blog para que eu possa visitá-lo também, e se gostou do Estante Bibliográfica não esqueça de seguir! Ajuda muito na divulgação ♥
Um beijo e volte sempre!