Resenha: Como Falar Romance em Francês - Aimee Oliveira




Título do livro: Como Falar Romance em Francês

Autor(a): Aimee Oliveira

Editora: Increasy

Número de páginas: 254

Está disponível no Kindle Unlimited? Sim!

Sinopse: Curso intensivo de francês. Toda quinta-feira. Quatro horas praticamente ininterruptas de puro blú-blú-blú. Os alunos contavam apenas com uma pausa de quinze minutos, que mal dava para comer um croissant, beber água e ir ao banheiro.

Ou será que também dava tempo de se apaixonar?

Alberto não tinha tempo para nada. Passou para um programa de estudos na França sem ter a mínima ideia de como falar o idioma. E tinha quatro meses para pelo menos aprender a se virar antes de embarcar para dar o pontapé inicial na sua carreira de astro-físico.

Enquanto isso, Sabrina estava vivendo o sonho de aprender francês no curso desejado. Seu plano era perpetuar esse sonho pelo máximo de semestres possível, mantendo-se como a melhor aluna da turma para garantir a bolsa de estudos.

Parecia fácil, tendo em vista o quanto a menina amava músicas e filmes francófonos. Mas ela não contava com aquele menino confuso que ficava atrapalhando a aula o tempo todo com suas perguntas idiotas.




Resenha: Fazendo Meu Filme foi o primeiro romance adolescente que li sobre intercâmbio que me fez suspirar e me apaixonar pela história. Por isso, a premissa de Como Falar Romance em Francês me ganhou logo de cara e fez com que eu mergulhasse nessa leitura sem pensar duas vezes.


 Nela, vamos conhecer Sabrina e Alberto, dois adolescentes totalmente diferentes um do outro. Sabrina é filha de Dona Sol, uma cabeleireira e acha que tem zero aptidão para o ofício. Em compensação, é apaixonada pela cultura francófona e não vai medir esforços para conseguir uma bolsa de estudos no conceituado curso de francês que frequenta.



"A pergunta que não queria calar na cabeça de Sabrina era: será que ela atrapalhava o aprendizado dele tanto quanto ele atrapalhava o dela?"


 Já Alberto, está de passagem marcada para fazer faculdade na França e não consegue de jeito nenhum acompanhar seus colegas nas aulas. Não é atoa que vive sendo alvo de piadinhas e chacota, mas o tempo está contra ele e suas dificuldades de aprendizagem não estão colaborando.


 É nesse contexto que os dois se conhecem, já que Sabrina é a melhor aluna da sala e Alberto vê na garota suas últimas esperanças de aprender alguma coisa. Entre aulas particulares, conversas e mensagens, os dois vão se encantando um pelo outro e se envolvendo mais do que gostariam. Afinal, Alberto está há um passo de morar em outro país e Sabrina não iria aguentar passar por mais uma desilusão amorosa. Mas será que as tentativas de se afastarem vão mesmo ser suficientes para impedir que esse sentimento cresça?


"Afinal, os olhos eram as janelas da alma, não era assim que diziam? Os dele, especialmente. Mais pareciam oráculos do que meros órgãos de visão. Revelavam tudo que alguém precisava saber sobre o garoto. Inclusive se estava entendendo a matéria ou não."


 Aimee  Oliveira é autora de Romance Concreto (leia a resenha dele clicando aqui), e utilizou da mesma dose de romance e fofura em Como Falar Romance em Francês. Com capítulos intercalados, acompanhamos o narrador onisciente em sua missão de contar essa história e explorar os pensamentos de nossos dois protagonistas.


 Paralelamente aos seus sentimentos confusos, temos um vislumbre dos problemas pessoais de cada um geralmente relacionados à família. Afinal, que adolescente nunca brigou com os pais por causa do futuro e expectativas traçadas pelos progenitores? Tudo isso com vários elementos da cultura francesa inseridos, que me permitiram conhecer bem mais sobre o país e ter ainda mais vontade de comer macarons (aquele docinho coloridinho, sabe?).


" - É mais uma mistura de tudo, eu acho. 

- Sentimentos tendem a ser assim - Alberto falou enquanto se espremia o máximo que podia dentro do almoxarifado. - Todos malucos e misturados. Não gosto da maioria deles. "


 A leitura foi doce e viciante, me fazendo ir dormir mais tarde para finalizá-la tamanha curiosidade em descobrir o desfecho desses dois. O relacionamento entre eles é construído de tijolinho em tijolinho, permitindo ao leitor que vá se afeiçoando aos personagens e notando a admiração crescente entre eles.


 É o tipo de livro que te faz sonhar acordada e acreditar que o amor verdadeiro realmente existe, e pode estar onde menos se espera. Ainda que seja num curso de francês às quintas-feiras. 


"Afinal, onde já se viu amor precisar de recomendação?"




7 comentários:

  1. That book look very interesting. Thank you for sharing.

    New Post - https://www.exclusivebeautydiary.com/2020/11/ysl-black-opium-eau-de-parfum.html

    ResponderExcluir
  2. Ai totalmente a minha cara! Não conhecia :)
    Um beijinho,
    http://myheartaintabrain.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Laura, tudo bem? Eu adorei a premissa, parece uma história divertida, leve, pra ler rapidinho, principalmente depois de uma ressaca literária!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Ei, Laura, tudo bem? Ai, essa história parece muito fofa e agradável. Tem dias que tudo o que a gente precisa é de um livro que aqueça os nossos corações. Vou deixar a dica anotada para um desses dias, beijo!


    Books House

    ResponderExcluir
  5. Que capinha bonitinha! Eu adoro livros nesse estilo, leitura doce que prende.😍👏👏
    Dá uma passadinha lá no blog também.
    Beijos,
    Paloma Viricio❤

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bom?
    Nunca tinha ouvido falar desse livro, mas já fiquei super interessada. Adoro romances assim, com uma pegada mais clichê, onde vamos nos apaixonando pelos personagens e por todo o enredo. Dica mais que anotada ♥
    Beijos!
    Polly
    http://www.entrelivrosepersonagens.com/

    ResponderExcluir
  7. Ai meldels! Achei esse livro bem a minha cara e fiquei com uma super vontade de ler. Amei essa resenha!

    https://www.biigthais.com/

    Beijoos ;*

    ResponderExcluir

Oba! Leu o post e quer comentar? Fico muito feliz em saber! Não se esqueça de deixar o link do seu blog e/ou site para que eu possa retribuir.
Comentários como "Amei seu blog, sdv?" serão ignorados! Leia o post e seja gentil ♥