Resenha: O Diário da Princesa - Meg Cabot



Título do livro: O Diário da Princesa

Autor(a): Meg Cabot

Editora: Galera Record

Número de páginas: 288

Está disponível no Kindle Unlimited? Sim!

Sinopse: O primeiro volume da série que encantou milhões de adolescentes pelo mundo Adaptado para o cinema pelos Estúdios Disney, O diário da princesa, de Meg Cabot, é a história de Mia Thermopolis ― uma típica adolescente americana que recebe uma notícia que vira sua vida de ponta cabeça. Mia sabe que é fruto de um caso que sua mãe teve há muitos anos e só vê o pai nas férias e no Natal. Até que um dia ele descobre que não pode mais ter filhos. Nada surpreendente se não fosse por um detalhe: Mia descobre que seu pai é um príncipe. Ou seja, de uma hora para outra a jovem é a única herdeira do trono da Genovia. Sendo uma princesa e na verdade se chamando Amelia Mignonette Grimaldi Thermopolis Renaldo, a vida de Mia muda completamente. Ela passa a ser abordada por paparazzis que invadem seu colégio para fotografá-la e como num passe de mágica ela é popular. Mas, ainda longe de ser uma Cinderela, a jovem se vê obrigada a deixar sua cidade, seu colégio e ainda por cima, ter aulas de boas maneiras com sua avó, uma europeia tradicional. A heroína de O diário da princesa irá conquistar os corações de todas as adolescentes ao redor do mundo que um dia sonharam em usar uma coroa cravejada de brilhantes. O livro de Meg Cabot é delicioso e divertido, repleto de referências a cultura pop americana. Para jovens, será como ler o diário de uma grande amiga.

 

 

Resenha: Em O Diário da Princesa, vamos conhecer Mia Thermopolis: uma adolescente de 15 anos residente de Nova York. Ela mora com a mãe numa espécie de porão e estuda no caríssimo colégio Albert Einsten.


 Mia é totalmente impopular e sua única amiga é Lilly Moscowitz, uma garota extremamente inteligente e com um temperamento difícil. Entre os estudos e os dramas do colégio, Mia dedica parte do seu tempo ao seu diário onde relata seu dia a dia e de vez em quando faz anotações sobre o dever de casa.

 

"Estou levando pau em álgebra, mamãe está namorando com meu professor e sou a princesa de Genovia. Alguma coisa tem que dar certo."

 Mas tudo muda, quando ela descobre que sua mãe namorar seu professor de álgebra não é o maior problema do mundo. E sim, o fato de que seu pai não pode mais ter filhos e com isso faz uma revelação: ela é a princesa de Genovia, um pequeno país europeu que nem aparece no mapa, e deve começar suas lições de etiqueta para um dia se tornar rainha.

 

 As coisas pioram quando sua avó Clarisse retorna da Europa para ensiná-la como ser princesa. Mas diferente de outras meninas de sua idade, Mia não quer isso! Ela quer trabalhar para o Greenpeace, divulgar o veganismo e fazer algo realmente importante para o mundo.

 

"Quero dizer, é preciso algum tempo para a gente se acostumar, para descobrir que é uma princesa." 


 Por meio de suas anotações diárias, vamos conhecendo Mia e as pessoas que fazem parte de sua vida. É impossível não comparar o livro ao filme, mas eu já fiz isso aqui no site em outro post (leia clicando aqui), por isso vou me manter focada na leitura em si.

 

 O humor presente em toda a narrativa é sarcástico e crítico. Mia e Lilly são militantes quando o assunto é salvar o mundo, e achei isso bem interessante porque as duas tem personalidade forte. Mesmo assim, confesso que fiquei irritada com os dramas infantis da Mia!

 

"Então, o que eu quero saber é o seguinte: se meu pai é um príncipe, porque eu tenho que aprender álgebra?"


 O foco mesmo é a vida pessoal da protagonista. As lições de princesa apesar de estarem implícitas na sinopse, acabam ficando em segundo plano, dando apenas um vislumbre do que está por vir nos próximos livros. Pelo menos é o que eu imagino!


 Foi uma leitura que fluiu bem e que gostei mas não achei nada demais, sabe? O filme é tão incrível, que acabei iniciando a leitura com altas expectativas. Não tive interesse em continuar com a série, mas fica aqui a indicação para quem quiser conferir!



17 comentários:

  1. Oi Laura,
    Eu amooooooooo essa série, é uma das minhas favoritas. Foi a primeira que comprei com meu próprio dinheiro. Li antes de fazerem as adaptações e fiquei brava na época pq mudaram muitas coisas. O melhor de tudo é ver como o relacionamento de Mia e Michael vai crescendo. Pena que desistiu de continuar a ler.
    Bjos
    https://www.kelenvasconcelos.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Já tive vontade de ler O Diário da Princesa mas agora perdi um pouco interesse. Agora lendo a resenha fiquei com aquela vontade de novo, parece gostosinha a leitura.
    Um beijão,

    Marcela Miranda

    ResponderExcluir
  3. Ei, Laura! Lendo a resenha esse livro parece ser divertidíssimo, provavelmente muito mais que o filme, eu não sabia que tinham mais volumes, tô passada!Mas o livro já está adicionado a minha lista de leituras e será lido muito em breve, beijos!

    https://resenhabookshouse.blogspot.com/?m=1

    ResponderExcluir
  4. Oi Laura, tudo bem? Eu gosto tanto do livro como do filme, mas a série tem tantos volumes que ao menos pra mim, perde um pouco o fôlego. Agora o primeiro volume é gostosinho de ler!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Olá, Laura.
    Eu gosto muito desse filme e só fui ler o livro anos depois quando já era muito fã do filme. Acho que por isso achei o livro meio sem graça. Achei bem infantil enquanto que no filme ele é para todas as idades.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  6. Olá. Vim visitar o seu blog e gostei tanto que estou até a seguir. Se fizer sentido para você, convido a passar pelo meu: http://oquetemmemantidovivahoje.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Laura!

    Adoro a escrita da Meg, mas nunca tive muita curiosidade com esse livro, talvez por já conhecer a história pelo filme. Uma pena também a experiência com o livro não ter sido 100% positiva pra você :(

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Esse livro realmente parece ser mais para jovens de 13 ou 16 anos. O filme é bem legal, mas nunca tive vontade de ler o livro. E eu só vi resenhas que davam 3 estrelas mesmo. Muitos dos que leram dizem que é bem "meh". (das pessoas que eu conheço, é claro)

    Até!
    https://nsmoraes.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Laura, tudo bem?
    Eu li esse livro quando tinha uns 14 anos, e nossa como me deu nostalgia, era uma das minhas séries favoritas da adolescência. Uma pena você não querer continuar com a série, os outros livros são bem divertidos e é bom acompanhar o amadurecimento da Mia.
    abraços,
    Ava
    https://apenasava.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi, Laura! Tudo bom?
    Eis um caso bem forte de uma história que eu AMO o filme, odeio o livro UHASUHUHASUHASUHAS lembro que li até... sei lá, o cinco dessa série? E nossa, como eu não tinha saco pra nenhum personagem. A rainha e a Mia, principalmente, eram MUITO chatas de acompanhar - e olha que eu gosto de história com adolescentes.
    O filme, tho, eu aaaaaaaaamo. Perfeito sem defeitos (a continuação também!).

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  11. Amei a resenha. Eu amo muito essa série, foi uma das primeiras que li toda.
    Ele é ótimo para quem está entrando no mundo da leitura e acho que se lesse hoje, eu não iria gostar muito rs
    beijos
    http://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi, Laura. Como vai? Suas altas expectativas não foram supridas não é mesmo! É frustrante quando isto ocorre, mas que bom que ainda gostou do que leu. Sua resenha está impecável. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Nunca li o livro, mas já assisti os filmes. Eu gosto, mas não sei se tenho interesse no livro.

    https://www.biigthais.com/

    Beijoos ;*

    ResponderExcluir
  14. Li esse livro umas duas vezes, a primeira quando tinha meus 14 anos e o filme era super famoso e depois de adulta. Quando li da primeira vez eu achei sensacional, a menina era uma princesa, tinha um monte de ideais e tal. Mas depois de adulta, não me cativou tanto assim. Acho que já passei da fase de ter os sonhos que ela tinha, de ter os pensamentos que ela tinha, então não tem mais aquela paixão que eu tinha pela história em si.
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  15. Oi
    até hoje só assisti aos filmes, quem sabe algum dia eu leia os livros, já que hoje em dia eu meio que perdi interesse na leitura, mas gostei da sua resenha e da sinceridade ao escrever ela.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Oi Laura,
    Esse livro foi o meu primeiro livro 'grande' da vida. Minha mãe o comprou na Bienal do Livro, minha primeira Bienal da vida, eu devia ter uns 9 anos na época. Tenho essa coleção inteira aqui em casa, a guardo no coração, mesmo não sendo tããão incrível, rs.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. Oi, Laura. Tudo bem?
    Eu realmente amo os filmes e sempre tive curiosidade com os livros, muitas pessoas parecem amar, acho que pode ser uma leitura gostosa entre algumas leituras pesadas. Gostei dos pontos que fez no meio da resenha e fiquei com dó da Mia aprendendo álgebra (também achei difícil).

    Beijos, Vanessa
    Leia Pop

    ResponderExcluir

Oba! Leu o post e quer comentar? Fico muito feliz em saber! Não se esqueça de deixar o link do seu blog e/ou site para que eu possa retribuir.
Comentários como "Amei seu blog, sdv?" serão ignorados! Leia o post e seja gentil ♥