Resenha: Fahrenheit 451 - Ray Bradbury

Resultado de imagem para capa do livro fahrenheit 451 
Título do livro: Fahrenheit 451
Autor (a): Ray Bradbury
Número de páginas: 215
Editora: Biblioteca Azul (Globo)
Sinopse:   Fahrenheit 451 conta a história de Guy Montag, que no início tem prazer com sua profissão de bombeiro, cuja função nessa sociedade imune a incêndios é queimar livros e tudo que diga respeito à leitura. 
 Quando Montag conhece Clarisse McClellan, uma menina de dezesseis anos, ele percebe o quanto tem sido infeliz no seu relacionamento com a esposa, Mildred. Ele passa a se sentir incomodado com sua profissão e descontente com a autoridade e com os cidadãos. A partir daí, o protagonista tenta mudar a sociedade e encontrar sua felicidade.

  




Resenha: Fahrenheit 451 é uma obra política e distópica escrita após o término da Segunda Guerra Mundial. A história acontece em um  futuro próximo onde há um Estado totalitário e a leitura de livros passa a ser algo extremamente proibido, dando aos bombeiros a função de queimá-los e destruí-los. Guy Montag, que era bombeiro, fazia seu trabalho sem discutir e vivia como todas as outras pessoas.

 Um dia, uma garota chamada Clarisse se muda para uma casa próxima, tornado-se sua nova vizinha. No início, ele a acha um pouco estranha por ser extremamente curiosa e questionadora, principalmente nas questões referentes a sua profissão, mas logo cria uma certa amizade com a menina. Já sua esposa Mildred, era viciada nas telas (espécies de televisões gigantes) conversando com sua família virtual e nem se dava conta do que estava acontecendo ao redor do mundo. Ela inclusive tinha muitos problemas para dormir e vivia à base de remédios.

"Ficção científica é uma ótima maneira de fingir que você está falando do futuro quando, na realidade, está atacando o passado recente e o presente - Ray Bradbury"

 Um incidente envolvendo uma senhora que quis morrer queimada em sua biblioteca, o início de sua amizade com um antigo professor chamado Faber e o sumiço repentino de Clarisse, fazem Montag querer descobrir o que há de tão poderoso nos livros. Conforme descobertas vão sendo feitas, a mente de Montag vai se expandindo e ele começa a compreender tudo que há de errado nesse mundo em que vive, o único que conhece. Porém o seu plano não fica encoberto por muito tempo e isso não agrada nada Beatty, o chefe dos bombeiros.

 Apesar de ter sido escrito no período da Guerra Fria (mais especificamente, em 1953), Fahrenheit 451 não poderia ser mais atual, sendo considerado uma grande crítica aos regimes políticos opressores do século XX e uma obra atemporal. 

"Leram durante toda a longa tarde, enquanto a chuva fria de novembro caía do céu sobre a casa silenciosa"

 Em um regime autoritário, o que o ditador mais deseja é ter o controle total e absoluto da população. A educação e os livros são verdadeiras fontes de conhecimento, incentivando quem os lê a pensar, discutir, refletir e principalmente questionar. Em um mundo à prova de fogo, os bombeiros passam então a ter uma função diferente da de apagar incêndios, e sim iniciá-los.

 O resultado disso é uma sociedade doente e cega, onde a única diversão que possuem se baseia em telas nas quais passam o dia inteiro com os olhos vidrados. Parece familiar? A personagem de Mildred retrata os efeitos desse estilo de vida, tendo como resultado uma mulher fisicamente e psicologicamente doente e, pode-se até dizer, sem alma. Como se sua força vital tivesse sido sugada para fora.

 Sendo descrito por um narrador observador, Fahnrenheit 451 é um livro tenso e repleto de reviravoltas. Sua atualidade, as críticas ao sistema, as referências de inúmeros livros e o seu desfecho, fazem da obra uma leitura imprescindível

Classificação: 

 

24 comentários:

  1. Oi
    nunca li esse livro e todo mundo elogia, tenho curiosidade, e é triste e ao mesmo tempo da medo de isso passar a acontecer de verdade já que pelo que anda a politica tá complicado.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! É um livro bem conhecido mesmo e vale muito a pena ler. Verdade :( o que mais assusta na história é que não se trata de algo impossível de acontecer, principalmente em nosso país.

      Excluir
  2. Oi Laura,
    Eu morro de vontade de conhecer essa obra.
    Mas olha o aperto no coração que dá com essa história de queimar livros. Mas nem me espanta, pois só lendo sua resenha, a gente já sente o tom real da história e chega dá aquele medo. Muito atemporal mesmo.
    E é por isso que tenho certo medinho das distopias, uuma hora acaba acontecendo parecido.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Nana! É um dos meus livros favoritos, sem sombra de dúvidas! Sim, dá um apertinho no coração mesmo :( é um livro bem tenso do início ao fim. Que bom que consegui transmitir isso por meio da resenha! A maioria das distopias relatam coisas que já aconteceram/acontecem e acho que esse é o principal motivo que faz eu amar tanto esse gênero literário.

      Excluir
  3. Oi Laura,
    Quase comprei esse livro na promoção que estava na Saraiva, mas acabei optando por outro que tinha certeza que iria gostar, rs.
    Esse é um clássico que pretendo ler em breve!
    beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Alessandra! Nossa, sério? Eu demorei um pouquinho pra comprá-lo também, mas valeu a pena! Espero que consiga lê-lo em breve :)

      Excluir
  4. Esse é um livro que está na minha lista de leitura há um tempo. Um livro forte e com muitas reflexões para serem digeridas. Amei a sua resenha e espero em breve conseguir lê-lo.
    Beijocas.

    www.parafraseandocomvanessa.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Uau, sério? Sim, dá para descrevê-lo exatamente dessa forma! As reflexões são inúmeras. Que bom que gostou da resenha e espero que goste do livro também :)

      Excluir
  5. Olá, Laura.
    Eu ganhei esse livro em um sorteio e logo que chegou aqui eu li ele. Mas não sei se li em um momento errado, porque eu não gostei. entendo toda a mensagem do livro, e gosto muito de livros de distopia, mas não consegui gostar desse em especial.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sil! Sério? Que legal! Eu sempre participo de sorteios de livros mas nunca ganho nada haha. Ah entendo :) Eu também gosto muito de distopias, mas tem algumas que não fazem o meu estilo mesmo. Talvez isso tenha acontecido com você!

      Excluir
  6. Oi, Laura!
    Ainda não li esse livro, mas pretendo. Queria assistir a nova adaptação só por causa do Michael B. Jordan.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Espero que consiga lê-lo em breve e que goste tanto quanto eu gostei :) Fiquei de assistir a adaptação faz um bom tempo já mas esqueci totalmente! Obrigada por me lembrar haha ♥

      Excluir
  7. Oiii Laura

    Esse é um dos clássicos que está sempre na minha lista e que pretendo ler em breve com certeza, principalmente por ele ter essa critica social e ser um livro como vc bem descreveu, atemporal.

    Beijokas, Alice

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Alice! Acredito que todo leitor já deve ter ouvido falar nesse livro pelo menos uma vez, né? Espero que consiga lê-lo em breve e que goste! É um dos meus livros favoritos exatamente por sua atualidade e por suas críticas :)

      Excluir
  8. Oi Laura, tudo bem?
    Primeira vez por aqui.
    E já adorei o livro resenhado. Esse tá na minha lista, pois adoro distopias e Fahrenheit 451 é um clássico delas.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Priih! Estou muito bem e você? :) Opa, seja muito bem vinda! Espero poder vê-la aqui mais vezes. Fahrenheit 451 é um dos meus livros favoritos e também amo distopias! Arrisco dizer que é meu gênero literário favorito ♥

      Excluir
  9. Oi, Laura.
    Adoro livros do gênero e com reviravoltas é melhor ainda.
    Tenho, mas ainda não li esse.

    Tenha uma ótima noite.
    Abraços,
    Naty
    http://www.revelandosentimentos.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Naty! Também amo, e quando as reviravoltas são bem construídas é melhor ainda ♥ Espero que faça uma boa leitura dele e que goste tanto quanto eu gostei!
      Um ótimo fim de semana!

      Excluir
  10. Olá Laura, antes de tudo, deixa eu te dar os parabéns pelo seu blog super amorzinho S2. Eu sou doida para ler esse livro, fico sempre namorando ele na livraria, mas quem sabe um dia ele chega na minha estante... ^^ Amo distopias, por concordar com o autor a respeito de criticar o passado recente ou passado, falando de um futuro alternativo. Ele é super atual e quero ler mais ainda.
    Bjks!

    Mundinho da Hanna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Hanna! Uau, muito obrigada ♥ fico muito lisonjeada em ler isso e em saber que gostou do blog! Espero que consiga tê-lo em mãos logo! Nada melhor que um livro novinho ainda mais quando a gente quer muito ele! Também amo distopias exatamente pelo mesmo motivo ♥ elas nos ajudam a refletir e repensar sobre alguns conceitos que temos :)

      Excluir
  11. Oi
    Esse livro está na minha lista de leitura, faz um tempo e ainda não li, mas vou ver se esse mês consigo ler, pois sempre vejo resenhas positivas sobre ele ;)
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa | Facebook | Twitter | Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Espero que consiga lê-lo em breve! É um dos meus favoritos e uma das minhas principais indicações pra quem gosta ou quer conhecer a distopia :)

      Excluir
  12. Oi
    que bom que gostou da leitura, só leio comentários positivos desse

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Sim, foi uma experiência literária muito boa ♥ É muito reconfortante quando a gente compra um livro e gosta!

      Excluir

Oi! Primeiramente gostaria de agradecer a sua visita! Fico feliz em ver que quer deixar um comentário, sinta-se em casa!
Pode opinar à vontade e expor suas opiniões, só não vamos gerar brigas e discussões desnecessárias, ok?
Não se esqueça de deixar o link do seu blog para que eu possa visitá-lo também, e se gostou do Estante Bibliográfica não esqueça de seguir! Ajuda muito na divulgação ♥
Um beijo e volte sempre!