Resenha: As Batidas Perdidas do Coração - Bianca Briones


Título do livro: As Batidas Perdidas do Coração
Autor(a): Bianca Briones
Editora: Verus
Número de Páginas: 565
Sinopse: Viviane acaba de perder o pai. Com a mãe em depressão, ela se vê obrigada a assumir o controle da casa com o irmão mais novo. Rafael teve o pai assassinado há alguns anos e agora viu quatro pessoas de sua família, incluindo a única irmã, morrerem em um acidente de carro.
Viviane pertence a uma classe social que ele despreza. Rafael é tudo o que ela sempre ouviu que deveria evitar. Eles são opostos, porém dividem a mesma dor. Jamais se aproximariam se a morte não os colocasse frente a frente, e agora, por mais que saibam que são completamente errados um para o outro, não conseguem evitar uma intensa conexão, que poderá salvá-los ou condená-los para sempre.

Resenha: Viviane e Rafael não podiam ser mais diferentes. Ela, vem de uma família rica e tradicional e pode ser caracterizada como uma verdadeira patricinha paulistana.

 Ele, tem todas as características de um verdadeiro 'bad boy' e não se importa com as opiniões alheias. Além disso, despreza as pessoas que tem tudo na vida e que compram as outras com dinheiro.

"O tempo é capaz de desfocar as nossas dores e nos distrair com a vida que segue, mas a dor nunca some por completo. Nós a colocamos em um arquivo do coração e evitamos mexer nela."

 Mas em um contexto em meio ao luto e a dor, o destino vai se encarregar de unir esses dois, que descobrem que tem mais em comum do que imaginam. Um romance que tem tudo pra dar errado, eles terão que lutar contra o preconceito e as dores do passado. Mas será que até mesmo o amor mais forte vai conseguir passar por cima de todas essas barreiras?

 As Batidas Perdidas do Coração é o tipo de leitura que fisga o leitor logo no início. Com frases marcantes e de efeito, a leitura torna-se fluída e impactante sem precisar de muito esforço. Os capítulos são alternados entre os dois protagonistas, o que facilita ao leitor compreender melhor suas personalidades.

"Sempre ver o lado positivo, sempre buscar o "se não acabou bem, é porque não terminou ainda." "

 Temáticas pesadas como o luto e a morte são fortíssimas durante a narrativa, mas Bianca consegue conduzi-las de maneira sensível e cria um romance muito bonito de acompanhar entre Viviane e Rafael.

 É impossível não se emocionar com esses dois, que possuem inúmeras feridas na alma mas mesmo assim conseguiram achar um espaço para o sentimento mais puro que existe: o amor.

"- Meu pai dizia que, quando descobrimos que estamos apaixonados, o coração fica tão assustado que pula um batimento, como se estivesse se preparando para todas as variações de velocidade que vai ter que enfrentar a partir daí. É o que ele chamava de "batidas perdidas do coração". Segundo ele, o coração nunca recupera o ritmo correto até se encontrar no peito de outra pessoa."

 Tenho que acrescentar mais alguns pontos à autora, por expor durante a narrativa o fato de que ninguém é capaz de salvar ninguém. Ainda hoje, é muito comum em inúmeros relacionamentos, que a mulher se sinta sobrecarregada e responsável por colocar o homem 'nos trilhos'.
 
 Mas ninguém é obrigado a bancar o assistente social, e por mais que Viviane tenha tentado salvar Rafael (não posso dizer do quê, pois seria spoiler), é óbvio que ela não conseguiu. Tudo começou a fluir melhor quando ele teve força de vontade de mudar, e optou por buscar uma ajuda profissional.

"- Eu te amo, Rafa. Amo cada particularidade sua. Amo que você não seja perfeito. Amo que lute para ser um cara melhor, mesmo que isso possa e vá te machucar. E amo que esteja tão confuso e perdido quanto eu nesse amor. É um sentimento tão forte que chega a sufocar, mas encontro em você o ar que preciso para respirar."

 Algumas ressalvas apenas para alguns acontecimentos no final do livro, que me incomodaram um pouco. Apesar de ser uma história fictícia, eu não gosto muito da ideia de que "o amor tudo suporta" porque na maioria das vezes, há uma carga bem pesada por trás dessas palavras.

 Viviane sofreu demais para ficar com Rafael, e não sei se existe um amor tão forte assim que consiga aguentar tudo isso e superar sem graves sequelas. Entretanto como eu citei acima, é uma história fictícia. O que pode fazer com que essas cenas acabem passando batido por alguns leitores.
 
 Mesmo assim, foi uma leitura que me agradou bastante e eu amei a construção e crescimento dos personagens. Com certeza vou ler os livros que vem em sequência, e já estou louca para acompanhar os personagens secundários que conquistaram o meu coração.

"- Por mais incrível e maluco que possa parecer o que vou dizer agora, eu tenho sorte, porque neste mundo imenso, em meio a toda essa minha dor, eu te encontrei. Poderia ser muito pior sem você."





10 comentários:

  1. Oi, Laura! Menina que resenha perfeita, parabéns! Eu nunca li nada de essa autora, e com esta resenha preciso ler algum livro dela. Deve ser uma leitura bastante atrativa e cheia de nuances e reviravoltas inesperadas. Que bom que o livro lhe agradou. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Laura
    É bom comentar que essa romantização excessiva do amor não é legal. Esse negócio de ter que sofrer demais pra estar com quem se ama não é saudável! Eu comprei esse livro, mas depois de tanto tempo tentando ler, acabei desistindo. Não curti muito a escrita da autora, mas ao menos foi uma leitura boa para você.
    Beijo!
    https://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oiii Laura

    Também acho complicado essa idéia de que o amor tudo suporta, acho que é simplificar demais as coisas que tendem a ser bem mais complexas quando se fala em relacionamentos. Fico feliz que apesar das ressalvas você tenha gostado do livro, a capa é linda, mas passa a impressão de uma trama sofrida né?

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  4. Oi
    que bom que gostou da leitura, eu quero muito ler esse livro o pessoal sempre fala muito bem da série e também da escrita da autora.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Laura eu amei a sua resenha. Já faz um tempo que quero ler o livro mas, ainda não pude e não vou comprar esse ano. Mas, gostei muito das considerações e amo livros onde os personagens vão evoluindo ao longo da história.
    Beijocas.

    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá, Laura

    Eu ganhei esse livro em um amigo oculto e até hoje não li. Eu também sempre estou pontuando que essa romantização excessiva do amor é bem problemática, o amor, sozinho, não é capaz de mudar nada e nem ninguém.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    Também não gosto disso de que o amor suporta tudo, mas gostei de saber que ela não jogou sobre o amor a cura dos problemas, muito comum nos livros. Não gosto desse apoio total no amor, como se fosse a solução de todos os problemas. Apesar disso, esse é um livro que tenho na minha lista de leitura já tem um tempo e quero muito ler.

    Beijo!
    www.amorpelaspaginas.com

    ResponderExcluir
  8. Olá...
    Tenho esse livro aqui em minha estante, mas, ainda não li... As opiniões sobre ele divergem muito alguns me dizem que amam, outros que não gostam e enquanto isso ele vai continuando parado em minha estante hehehe...
    Amei conferir seus comentários sobre a obra e gostei de saber que, apesar do sofrimento, os personagens crescem bastante.
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Oi, Laura!

    Já tentei começar a ler esse livro, mas por algum motivo não tive muita vontade de prosseguir. Gostei da sua resenha, já vi vários elogios pra obra, então qualquer hora vou dar uma segunda chance. Mas concordo bastante com o que você disse sobre "o amor suportar tudo", isso significa também muito sofrimento, e muitas vezes de uma forma não justa. E de fato a pessoa tem que ter vontade própria para procurar ajuda profissional e estar disposta a mudar.

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi Laura, tudo bem?
    Faz muito tempo que não vejo nada sobre esse livro pelos igs e blogs literários, lembro que no que foi lançado eu li algumas resenhas e adorei a premissa, mas acabei deixando pra lá e ler sua resenha fez essa vontade voltar. Gosto muito quando o livro tem frases marcantes. Concordo com você sobre finais assim, vou procurar ler o quanto antes. Parabéns pela bela resenha <3
    Beijos!

    www.lostwords.com.br

    ResponderExcluir

Oi! Primeiramente gostaria de agradecer a sua visita! Fico feliz em ver que quer deixar um comentário, sinta-se em casa!
Pode opinar à vontade e expor suas opiniões, só não vamos gerar brigas e discussões desnecessárias, ok?
Não se esqueça de deixar o link do seu blog para que eu possa visitá-lo também, e se gostou do Estante Bibliográfica não esqueça de seguir! Ajuda muito na divulgação ♥
Um beijo e volte sempre!